JÁ DECIDI EM QUEM VOTAREI PARA 4º SECRETÁRIO DA CGADB

Imagem

carlos

Não é precipitação da minha parte, pode ter certeza disso, mas minha decisão antecipada se prende ao fato de conhecer o pastor Carlos Roberto.

Frequento seu Blog, o Point Rhema, onde já tivemos nossas postagens reverberadas pelo líder da COMADESPE, também já nos encontramos algumas vezes em convenções.

Sempre com muita simplicidade (virtude de poucos), o Reverendo Roberto tem abordado os mais diversos temas sociais e religiosos emitindo sem medo seu parecer.

Em tempos, onde alguns pastores em nome da subserviência ou do politicamente correto se omitem em declarar suas opiniões, o pastor Carlos vem demonstrando coragem e firmeza em suas convicções, muitas vezes indo de encontro da maioria, mas sempre de forma muito elegante, mantendo as divergências no campo das ideias.

Por seu trabalho, dedicação, de sua personalidade, postura diante dos pares e sábios conselhos, vem se destacando dos demais na convenção a que pertence, COMADESPE, e também na CGADB.

O pastor de Cubatão tem muito a contribuir na Convenção Geral, seja com o pastor Wellington Júnior ou com o ministro Samuel Câmara, pois transita bem entre os dois lados.

Em abril de 2017 tributarei a ele meu voto, sem medo e nem dúvidas. Aconselho aos amigos a fazerem o mesmo.

Robson Aguiar

PORQUE OS PASTORES NÃO VOTAM NA CHAPA FECHADA.

Imagem

jesiel padilha

A proposta da Comissão de reforma do Estatuto da CGADB pretende suprimir direitos básicos dos Convencionais. O edital de reforma prevê mudança no Artigo 7º  para retirar  o direito de votar e ser votado através de emenda supressiva ou modificativa. Se a chapa fechada for aprovada o convencional perderá o direito de votar na pessoa. Será obrigado votar na chapa. Vamos supor que um convencional queira votar no Presidente da chapa 1, mas nessa chapa tem um divorciado como primeiro vice ou um candidato a 2º Tesoureiro que já se envolveu em escândalos sexuais. O convencional entende que esses dois não são dignos do seu voto.   Entretanto terá que votar na chapa fechada. Não terá opção para escolher os melhores entre as diversas chapas como é atualmente.

Outro direito básico que será suprimido é o direito de indicar seu próprio nome na inscrição para concorrer a cargos da Mesa Diretora da CGADB. Se o pretendente tentar protocolar seu nome para concorrer terá que ser escolhido antes por uma cabeça de chapa. Caso não seja escolhido o mesmo estará alijado do processo eletivo. A menos que tenha recursos para viajar o Brasil inteiro captando pessoas para formar um chapa arregimentando 38 nomes conhecidos. Sendo doze na região sudeste e seis de cada região para concorrer a Mesa e seus suplentes incluindo o Conselho Fiscal. Esse projeto de peregrinação e articulação ficará inviável para o aspirante ao cargo. O que acarretará sua desistência. Se não for Presidente de um grande Ministério, detentor de milionários recursos para montar uma chapa no afã de convencer outros a aderir com chances probatórias de um em um milhão, qualquer tentativa inviabilizará o projeto.

A chapa fechada além de fomentar a elitização da concorrência matará no ninho o sonho de milhares de pastores que no futuro, jamais terão a mínima chance de pelo menos concorrer a algum cargo na CGADB. Somente os escolhidos pelos detentores que estão na cabeça da chapa terão a chance de concorrer. Quanto à terceira via que é um sonho de muitos, ficará totalmente inviável. Gerando assim uma polarização sem precedente na CGADB com a formação de dois polos maniqueístas. Um polo dirá: ou sou do bem e o outro é do mal. O outro polo dirá a mesma coisa. A vantagem de permanecer como está traz enriquecimento de representatividade na Mesa. Nossa Mesa diretora hoje é formada de pastores de diversos níveis sociais, culturais e intelectuais. Inclusive, vários pastores que eram de outra chapa, hoje estão na Mesa Diretora. Essa diversidade Ministerial será inviável com a chapa fechada. Os valores devem ser aproveitados. E eles sempre estarão nas duas ou três chapas.

Os pioneiros nacionais como Macalão, Cicero Canuto, Alcebíades, Tulio Barros, José Pimentel, João Batista, e o próprio Pastor José Wellington não aceitavam a chapa fechada. Eles votavam primeiro para Presidente e depois acomodavam o derrotado para Presidente em algum outro cargo da mesa para que não houvesse ressentimentos. Por mais de cem anos a chapa aberta ajudou na diversidade de opiniões e deu oportunidades para todos. Não há razão para mudar isso agora. Existem muitos outros temas importantes para ser reformado. Votar na chapa fechada é votar contra o próprio votante, suprimindo direitos já adquiridos ao longo da história.

Pr. Jesiel Padilha

Presidente da Assembleia de Deus em Santos -SP

BLACK BLOC, A CARAPUÇA PODE ESTAR NO GOVERNO

Imagem

brasil-protestos-black-bloc-20130726-03-size-598

Quebradeiras, dano ao patrimônio público, desrespeito as autoridades, vandalismo, violência, interrupção do trânsito, fechamento de vias, desacato, ataques a policiais com artefatos caseiro, são alguns dos ingredientes utilizados pelo grupo chamado de Black Blocs.

timthumb

Eles vão as ruas encapuzados, armados de coquetel molotov, estilingues de borracha de soro, pedras, porretes, soqueiras, facas e até armas de fogo.

Sempre iniciam o protesto com discurso do “pra que polícia?” mas logo justificam a presença dos agentes de segurança no terreno, ao agirem conforme denunciava suas indumentárias.

0v3ey57hpqbh0bwku741qz804

Fico pensando no tipo de pessoa que defende esse grupo. O Greenpeace por exemplo, protesta se amarrando com correntes em embarcações que agridem ou promovem algum tipo de dano ao meio ambiente, alguns consumidores na Europa e nos Estados Unidos protestam boicotando os produtos de empresas que se envolvem em campanhas contra a família, mas são grupos pacíficos.

Porém, os Blacks Blocs vão as ruas reivindicarem suas causas usando de violência, e ainda há quem os defenda.

25dez2013---manifestante-adepto-da-tatica-black-bloc-monta-barricada-contra-a-policia-durante-protesto-em-istambul-na-turquia-por-conta-de-um-escandalo-de-corrupcao-no-pais-o-presidente-recep-erdogan-1388020287934_956x50.jpg

Quem sai de casa com capuz, com armas artesanais, e usa gritos de guerra de enfrentamento, desrespeitando a Polícia, sai mal intencionado, não deveria ter amparo de Direitos Humanos, Ministério Público, OAB ou nenhuma ONG séria.

148fa1t9lxkndtws32mztdgel

Mas, o que vemos é uma polícia acuada, temerosa, desmotivada e desmoralizada, indo para as ruas para serem humilhados por esses marginais que riem dos PMs, graças a uma sociedade corrompida, de valores deturpados e inversos, apolíticos, e desprovidos de maturidade social.

0khsv4trsmgoj2xi8hlynshj4

Até quando assistiremos a esse espetáculo de provocações? Quem porá ordem nessa bagunça? De que maneira a PM deve agir mediante todos os crimes cometidos por esses grupos?

Escutei no ultimo protesto do dia 15, quando estava no centro do Recife, um dos elementos da passeata contra o aumento das passagens dizer; “conduzir pedras no bolso não é crime”. Claro que não é, dependendo do contexto. A motivação do ato precisa sofrer análise, só um imbecil para acreditar que alguém foi a um protesto com pedras e paus por que gosta de peso extra.

15jan2016---houve-confusao-entre-policiais-militares-e-manifestantes-apos-a-prisao-de-dois-estudantes-durante-o-protesto-contra-o-aumento-da-passagem-de-onibus-na-regiao-metropolitana-do-recife-no-1452897205317_956x500

Se a PM agir, logo aparece um desses DOUTOR do direito para defender seus clientes. Daí a OAB vai junto e o Ministério Público também.

Tudo nos leva a crer que o que falta é vergonha na cara mesmo. Alguém torce pelo caos social. O cenário é esse, leis ultrapassadas nas mãos de delinquentes de terno e gravata. tem que ter reforma do código penal.

 Está na hora do governo tomar pra si a responsabilidade, agir com rigor, permitir que a polícia impeça a progressão do mal, que corte o mal pela raiz, ponha os líderes do movimento na cadeia. E como se faz isso? Permitindo que a PM trabalhe, que possa atuar com energia, inibindo os infratores com ação ostensiva.

Do contrário, o movimento da baderna, da desordem, do vandalismo, da agressão, da quebradeira continuará ganhando força e crescendo.

Robson Aguiar

A ESCOLHA É SUA

Imagem

alegria

Dificilmente uma pessoa triste, desmotivada, murmuradora, que chega no serviço reclamando da vida e com pessimismo constante, atrairá a atenção do chefe de maneira positiva.

Se surgir uma vaga para promoção ou um curso que possa lhe trazer uma melhor remuneração, nenhum líder terá em mente indicar uma pessoa com tais características.

A produtividade e a excelência do serviço está diretamente ligada ao bom humor das pessoas, ao estado de espírito.

Até mesmo os problemas familiares terão que serem administrados sem que haja uma extensão para o trabalho, ou incorrerá em prejuízo profissional. Descontrole emocional e uma má gestão do lar, se levado ao trabalho, poderão repercutirem de forma negativa na avaliação dos gestores.

Não adianta falar “eu sou assim mesmo” pois isso não resolve, não traz lucro, não te faz melhor, não projeta, só demonstra a sua incapacidade de mudança. Não é questão de personalidade, tudo se aprende, até mesmo a dizer “bom dia!” lembremo-nos que somos seres cognitivos.

Existe várias maneiras de termos equilíbrio emocional e de influenciarmos positivamente o nosso entorno.

Em primeiro lugar, devemos iniciar o nosso dia já mentalizando o bem, de preferência com uma oração, planejando passar o dia de bem com a vida, exercitando a gentileza nas nossas ações, devemos sair pra rua desarmados de espírito, prontos para ajudarmos e sermos solícitos com o nosso semelhante.

Em segundo lugar, devemos escolher os tipos de atividades que vamos executar, o tipo de conversar que vamos ter e o que ouviremos e assistiremos durante o dia, pois nosso coração é um depósito que pode se encher de coisas boas ou coisas ruins, amargas, tristes, frustrantes, aterrorizantes, que podem e vão influenciar no nosso humor.

Experimente ler um bom livro, de preferência a Bíblia, assistir uma boa programação, que traga algum tipo de edificação, que eleve o moral, instrua, passe esperança, enfim, acrescente.

Procure se exercitar, o corpo precisa desse mecanismo de manutenção, se a saúde vai bem, a mente agradece. Não te demores perto de alguém tóxico, que não faz outra coisa senão reclamar de dia e de noite, que só fala de insucessos, de problemas, de doenças, e coisas dessa natureza, que nos deixam tristes. Cole com pessoas nutridoras, de fé, motivadoras, otimistas, que sorriem com facilidade, que gostam da vida, que falam em família e lazer mais do que em trabalho, você tem muito mais a ganhar com pessoas assim.

Por fim, se valorize, cuide de sua aparência, não se entregue ao tempo, você pode ser jovial por toda a vida, mesmo quando as cãs brancas se manifestarem e já estiverem no peito. Não tenha o espelho como objeto de tortura.

Tudo isso pode não te dar a excelência da vida, pode não te elevar a uma vida plena, mais é o melhor caminho a ser trilhado pra que tenhas uma vida com melhor qualidade, e isso não está atrelado ao dinheiro ou posição social, mas como você vive.

Seja feliz.

Robson Aguiar

 

 

VOCÊ PODE FAZER MAIS

Imagem

gentileza

O bem traz sucesso no trabalho.

Certo funcionário de uma empresa ficou indignado ao ver que um novato havia sido promovido e ele não. Logo indagou ao seu chefe o motivo, afinal, ele tinha três anos de serviço e o seu colega apenas um ano. Seu chefe então disse a ele que iria explicar o motivo, mas, antes relatou que no dia seguinte queria realizar um café da manhã com todos os funcionários e que precisava que ele fosse a feira comprar abacaxi, assim sendo, logo saiu para fazer o que lhe fora mandado, ao constatar que não tinha abacaxi, retornou e informou ao patrão. Todavia, o superior pediu que chamasse o outro funcionário, recém promovido, e pagou-lhe a mesma missão, quando retornou, disse ao seu gestor “não tem abacaxi” mais tem manga no preço de R$ 2,00 maça a R$ 3,00 e uva a R$ 5,00. O líder do moço que não fora promovido olhou pra ele e disse: “está vendo porque ele foi promovido?”

Estamos acostumados a fazer apenas o que nos pedem ou nos manda, nunca indo além, fazendo algo mais, contudo, o que fazemos a mais é que faz toda a diferença, por pouco que seja, com certeza será importante para nos projetarmos onde quer que estejamos, principalmente em Empresas e Instituições, a regra ainda vale no âmbito das amizades e no seio familiar.

Que tal surpreender seu chefe? Experimente passar do horário ao menos 20 ou 30 minutos, algumas vezes no ano, ou ir um pouco mais além da tarefa que te foi dada.

Surpreenda seus amigos, experimente não apenas falar, mas ir ao encontro dos que você cumprimenta e lhes dar além de um aperto de mão, um forte abraço.

Surpreenda sua esposa, experimenta trazer pra casa algo que ela goste, mas não tenha lhe pedido.

Surpreenda seus filhos, dizendo pra eles de vez em quando a frase “filho te amo”

Surpreenda seus colegas de trabalho, leve uma um bolo ou uma caixa de bombons e reparta com eles uma vez a cada trimestre.

Surpreenda um estranho na rua, você pode presenteá-lo o ajudando a atravessar a rua, empurrando um carro quebrado, ajudar alguém a entrar no ônibus, ceder seu assento numa sala de espera a quem precisa mais que você.

Você verá que essa postura te trará benefícios incalculáveis para a tua alma  e a vida vai sorrir pra você.

Seja de bem com a vida, não te deixes abater pelos problemas cotidianos, e siga o conselho bíblico;

“O coração alegre é como o bom remédio, mas o espírito abatido seca até os ossos.”  (Provérbios 17 : 22)

Robson Aguiar

ERA VINHO

Imagem

cristo vinho

“Porque veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e dizeis: Tem demônio. Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e dizeis: Eis aí um homem comilão e bebedor de vinho, amigo dos publicanos e dos pecadores. Lc 7.33,34:

Muito se discute sobre a água que Jesus transformou em vinho no casamento realizado em Caná da Galiléia, sobre o vinho que Cristo usou na Santa Ceia e sobre o vinho que Ele costumava beber.  Afinal, era ou não era vinho?

Entre os judeus dos tempos bíblicos, os costumes sociais e religiosos não permitiam o uso de vinho puro, fermentado ou não. O Talmude (uma obra judaica que trata das tradições do judaísmo entre 200 a.C. e 200 d.C.) fala, em vários trechos, da mistura de água com vinho (e.g., Shabbath 77; Pesahim 1086). Certos rabinos insistiam que, se o vinho fermentado não fosse misturado com três partes de água, não podia ser abençoado e contaminaria quem o bebesse. Outros rabinos exigiam dez partes de água no vinho fermentado para poder ser consumido. 

Pastor Nilton Bernini

Assim também concorda a nota de rodapé da BEP editada pela CPAD corroborando com o texto do Pastor Nilton Berdini.

Na festa de Caná, onde Cristo fez o seu primeiro milagre transformando água em vinho, sabe-se que o Master-chefe provou o melhor vinho, que indica não ter sido misturado, pois o vinho enfraquecido, tradicionalmente era servido no final da festa e não no começo, principalmente por que a festa de casamento durava sete dias.

Diz também a BEP que o suco da uva, bem como a uva ainda no cacho era chamada comumente de vinho novo. A palavra yayin que aparece 141 vezes no Antigo Testamento, tanto se dirige para o vinho fermentado como também para o suco espremido da uva, (vinho novo)

A palavra grega para “vinho”, em Lc 7.33, é oinos, que pode referir-se a dois tipos bem diferentes de suco de uva: Suco não fermentado e vinho embriagante.

São vários os textos do AT e do NT que reprovam o uso do vinho. (Pv 20.1; Pv 21.17; Pv 23.20-21;  Is 5.11; Lc 1.15; Rm 14.21; Ef 5.18)

Também no Novo Testamento encontramos a proibição do uso em demasia do fruto da vide. (1TM 3.3,8; Tt 1.7)

Sobre o vinho da Páscoa escreve Pastor Nilton Bernini:

 

A lei da Páscoa em Ex 12.14-20 proibia, durante a semana daquele evento, a presença de seor (Ex 12.15), palavra hebraica para fermento ou qualquer agente fermentador. Seor, no mundo antigo, era frequentemente obtido da espuma espessa da superfície do vinho quando em fermentação.Além disso, todo o hametz (i.e., qualquer coisa fermentada) era proibido (Ex 12.19; 13.7).Deus dera essas leis porque a fermentação simbolizava a corrupção e o pecado (cf. Mt 16.6,12; 1 Co S.7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mt 5.17).Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa, e não teria usado vinho fermentado. 

Pastor Nilton Bernini

O fato, é que não há uma proibição expressa de forma contextual para o não uso do vinho. O que vemos é a admoestação de Paulo que não se consagrasse obreiros muito dados ao vinho. 1Tm 3.8

No Antigo Testamento o vinho foi recomendado como anestesia Pv 31.6

No NT Paulo chega a recomendar a Timóteo que tome um pouco de vinho por causa de suas enfermidades. 1TM 5.23

Contextualmente há margem para as duas interpretações, mas diferentes dos cristãos históricos, é no vinho não alcoólico que os pentecostais tradicionais preferem se embasar.

A discussão não para por aqui, sei que ela é polêmica, e que se estende há anos, mas de uma coisa temos certeza, em Caná Jesus transformou a água em vinho e não em Coca Cola.

Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal                                                                                          Bíblia King James

Robson Aguiar

leia mais

A CAMPANHA DO 7

Imagem

sete ofertas

Segundo Leitão, na numerologia bíblica, (um) fala de unidade (dois) de divisão, (três) de trindade, (quatro) de direção, (cinco) de Graça, (seis) número do homem e (sete) o número de Deus.

Melo, Joel Leitão de, Sombras, Tipos, e Mistérios da Bíblia, p. 113-115.Rio de Janeiro, CPAD. 1989.

Houve um tempo, no Antigo Testamento que os símbolos e rituais tinham grande valor. Deus se comunicava através deles. Já no princípio, no Jardim do Éden, o Senhor chamou Lúcifer de serpente. A Bíblia está repleta de linguagem figurada; metáfora, símile, metonímia, hipérbole, ironia, alegoria, parábola, antropomorfismo e tipo. Mas, conforme lemos em colossenses;

“Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo”. Colossenses 2. 16-17

Tudo não passava de uma simbologia que apontava para Cristo. Agora, apenas duas coisas são preservadas; o Batismo e a Santa Ceia. Não há mais nada além disso que no Novo Testamento simbolize alguma coisa para os Cristãos.

No entanto, muitas igrejas ainda tentam atribuir poderes místicos a objetos e números, numa espécie da cabalismo (esoterismo judeu praticado na idade média que atribuía valores espirituais a números)

O objetivo na maioria das vezes é o lucro. Extrair dos incautos uma boa oferta.

Agora adivinhe qual o número predileto dessa turma? Se falou o sete, acertou. O número que é tido como de Deus, é amplamente explorado como o número da sorte dos crentes. Daí, já nos acostumamos a ver campanhas de igrejas com slogan “venha para os sete cultos da vitória” ou “sete vigílias de poder” ou campanha financeira das “sete voltas” ou “sete mergulhos para a saúde”.

No final das contas, sempre tem uma pedida de oferta do tipo R$ 70,00 ou R$ 700,00 (reais).

E se quebrar a corrente, faltando um dia ou deixando de consumar o sacrifício com a oferta, ai o cidadão não recebe a almejada benção.

A única coisa que pode gerar bênçãos de Deus em nossas vidas, é ser fiel a Ele. Não adianta rituais, se não há base bíblica pra isso, e não se pode comprar com ofertas as bênçãos do céu.

“E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus;” (Deuteronômio 28 : 2)

“Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro.”  (Atos 8 : 20)

Temos que acabar com essa versão pentecostal de cultos judaico-cristão.

Essa mistura de cristianismo e judaísmo, e as vezes esoterismo e xamanismo dentro da igreja.

Voltemos a fé bíblica e resistamos a tentação de enveredar pelos atalhos das heresias.

Robson Aguiar

O SEGREDO PARA UM ANO DE BENÇÃOS

Imagem

Jesus e o caminho

Não é uma roupa branca, amarela ou vermelha que alguém usou na entrada do Novo Ano que vai trazer-lhe paz, dinheiro e felicidade no amor em 2016.

Também não pensem que um banho de mar limpará as suas mazelas do Ano que se passou te deixando renovado para o Ano que se inicia. Isso é falácia.

Todas essas coisa não passam de misticismo, tentativas desesperadas de pessoas que não obtiveram sucesso durante o Ano de 2015 e tentam através de crendices e rituais atrair bênçãos do plano metafisico para o plano físico através de gestos,  objetos  e cores.

Milhares de pessoas nas praias, vestidas de branco, fizeram oferendas a entidades do mar, em busca de um Ano de paz, é o que se viu nos litorais brasileiros. No final das contas, os bombeiros tiveram que executar 700 socorros só em Copacabana (RBN)

Outras, estavam vestidos de amarelo da cabeça aos pés, enquanto se reuniam com a família, pois na simbologia das cores, amarelo, representa o ouro, o dinheiro, o sucesso financeiro.

Ainda outros, preferiram o vermelho, cor da paixão, queriam felicidade no relacionamento ou encontrar um grande amor nesse Novo Ano.

Bem, simpatias e crendices à parte, alguns dentre muitos brasileiros, preferiram ir à igreja, buscar a Deus, sua benção, seu direcionamento, sua paz. Por que fizeram essa opção?

Observem que sobre finanças, profetizou Amós;

“Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos.”  (Ageu 2 : 8)

“Do Senhor é a terra e toda a sua plenitude” Sl 24.1

Sobre o amor;

“A casa e os bens são herança dos pais; porém do SENHOR vem a esposa prudente.”  (Provérbios 19 : 14)

“Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do SENHOR.”  (Provérbios 18 : 22)

“O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.”  (I Coríntios 7 : 3)

Sobre a paz;

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” (Isaías 9 :6)

A Bíblia tem resposta pra tudo, e Jesus é o único caminho a seguir. Ele mesmo disse;

“Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”  (João 15 : 5)

O segredo é entregar o Ano nas mãos Dele, sabendo que Ele é o que abençoa, nos dá segurança e nos faz prosperar.

“Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.”  (Salmos 37 : 5)

Parte dessa mensagem, foi pregada no Culto da Virada na AD CADEESO PE.

Robson Aguiar

 

O que nos reserva o Ano Novo?

Imagem

6

O ano de 2015 já está se encerrando, para alguns foi ano de bênçãos, de conquistas, de renovação e sucesso, mas, para a maioria não foi um ano fácil. A saúde faltando leitos, médicos e medicamentos, a educação viveu um caos como há muitos não se via nesse país e a segurança, continua na UTI da administração pública.

O judiciário continua soltando o que a polícia prende e as pizzas continuam sendo servidas em todas as instâncias. A exceção ficou com o Ministro Gilmar Mendes e o juiz Sérgio Moro (tidos como exceção em meio a conivência dos pares).

Apesar da violência ter explodido em todo o Brasil, a Polícia Federal fez bem o seu papel, mandando a julgamento quem entrou na corrupção, e embora o Procurador Janot tenha tentado impedir a desaprovação das contas da amiga Dilma, os demais técnicos do TCU a reprovaram contrariando o Governo.

Mas, como coveiro lucra com defunto, uma pequena parcela da sociedade que recebeu as beneficies da governanta de Brasília foi as ruas para defender o sanduíche de mortadela.

Entraremos no Novo Ano com uma infração de mais de 10% ao mês, com gasolina alta, com recessão, devendo 120 bilhões de déficit, sem crédito internacional, com uma crise política que divide o Congresso, com uma presidente que saúda mandioca, empacota vento, não consegue fazer um discurso sem cometer uma gafe, apoia grupos terroristas na Palestina, e se preocupa em gastar bilhões com Copas e Olimpíadas, enquanto o povo está morrendo.

Mas, fora isso…

Tá tudo bem.

Vamos acreditar, ter esperança que dias melhores virão, vamos sonhar, e visualizar um futuro de glória, onde tudo de errado que aconteceu em 2015 no Brasil, vai ser consertado no Ano que se aproxima.

Mas, não será num abracadabra, numa noite de vigília na igreja ou numa confissão positiva do tipo “tudo vai dar certo” que as coisa sofrerão mudanças.

Não espiritualizemos tudo, vamos acreditar que todo esse sofrimento nos trará experiências suficiente para detectarmos onde erramos, e onde devemos mudar, a coisa está na base do conserto, da mudança de atitude e da busca de uma solução.

E a mudança depende de nós.

Então que venha 2016.

Robson Aguiar

CEADAM SOLICITA CANCELAMENTO DA 7ª AGE DA CGADB

Imagem

jonatas 3

Pastor Jônatas Câmara – Presidente da CEADAM

O JM Notícias trouxe a público nessa quarta-feira (30), fatos novos sobre a 7ª AGE da CGADB que está prevista para o final de janeiro. Leiam

Como todos sabem, eu já havia dado meu parecer sobre o local do evento e o Pastor Carlos Roberto também se posicionou sobre o tema em seu conceituado Blog. Confira

O que eu não sabia é que a CEADAM – Convenção das Assembleias de Deus do Amazonas teria emitido um Ofício em 7 de dezembro de 2015, solicitando a protelação da AGE para o mês de abril de 2016, conforme pode se ler na íntegra (nesse local)

Até o momento a CGADB não se posicionou, (e nem vai), e se vai, será para indeferir e dizer que não, ou que o Ofício foi enviado em data posterior a data do início da inscrição.

Em um comentário que fiz no Point Rhema, questionei se “todos” os presidentes de convenção foram perguntados sobre a possibilidade de sediarem o evento, pelo visto pastor Jônatas Câmara, não foi, afinal, como já frisei, só os que possuem assento na CGADB é que são indagados.

 

“No tocante a aprovação do local do evento, como já havia frisado, sei que foi escolhido de forma legal, e o amigo trouxe detalhes importantes e esclarecedores quanto ao fato, contudo, apesar da informação de vossa fonte que foi indagado aos representantes de todas as regiões (com assento na mesa) se algum deles poderia hospedar a AGE tendo por resposta a negatividade, me trouxe dúvidas. Fico pensando cá comigo, se realmente foram “todos” os representantes questionados ou se apenas parte deles. Principalmente o pastor Ivan Bastos, que além de tesoureiro é também presidente de uma convenção estadual. Ainda acrescento que sendo o amigo um presidente de convenção, por que também não participar de algo tão importante? Acho que esse é mais um assunto para se tratar em reforma de estatuto. Na minha concepção, local de AGE teria que ter a participação de todos os presidentes de convenções. Seria mais democrático e mais transparente”.

Meu comentário no Point Rhema

Um capítulo a mais dessa novela mexicana cujo final é previsível, todos nós conhecemos os atores principais e como eles atuam. Meus argumentos são revestidos a cada cena;

Lisura, honestidade, honra, fidelidade, simplicidade, lhaneza, união, humildade, servidão, tão comum no cristianismo do Cristo, são virtudes utópicas em nosso meio, quando o assunto é política eclesiástica dentro da nossa Igreja.

Com certeza, novos capítulos virão, desse episódio.

Robson Aguiar

7ª AGE DA CGADB SOB SUSPEIÇÃO

Imagem

SÃO PAULO IMAGE

A 7ª AGE da CGADB será realizada na sede da Assembleia de Deus do Belenzinho em São Paulo nos dias 24, 25 e 26 de janeiro de 2016. Leia aqui

Não seria nada demais, se o presidente da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) pastor José Wellington, não fosse também presidente da CONFRADESP e do Ministério do Belenzinho que sediará o evento.

Se a convocação da Assembleia fosse para tratar de qualquer outro assunto que não fosse eleição da mesa diretora, não tínhamos motivos pra questionar, mas, sabendo que o assunto eleição está em pauta, não temos como não desconfiar que a escolha do lugar foi proposital e estratégica. Ver mais

Na verdade, posso dizer que a política na CGADB anda nos mesmos moldes da política secular, em alguns casos até pior. Sei que os que defendem essa convocação na casa do reverendo Wellington, vai dizer que a convocação é legal, regulamentar e regimental.

Posso até concordar com os tais nesse aspecto, mas, nem tudo que é “legal” é moral, nesse particular, na minha visão, esse tipo de atitude é incoerente, anticristã e flerta com a imoralidade, não passando de má-fé.

Não vejo luz e nem sal nessa atitude da Diretoria, antes, o que vemos é uma manobra executada de forma até um tanto maliciosa para facilitar a presença da maioria de convencionais que residem nas terras paulistanas e que são pró-situação.

Na verdade, sei que muitos agem dessa forma crendo que estão agradando a Deus, que estão livrando a denominação de uma futura má gestão dos que concorrem em outras chapas.

No entanto, creio que se confiassem em Deus e agissem com honestidade, nenhum mal sobreviria sobre as Assembleias de Deus, nem com eles, e nem sem eles.

O que estão fazendo é matemática humana, estratégia de homens com intuito de se perdurarem no poder.

As vezes penso que Deus está longe dessas reuniões, que não participa desse conclave gospel que é despido de sinceridade e espiritualidade.

Robson Aguiar

IGREJA 1 X 0 CHUVA

Imagem

254079802_640

Pastor Waldemar Sardaczuk à direita com a Bíblia na mão

Não esqueço de um evento realizado pela Assembleia de Deus após o carnaval, no pátio da feira de Abreu e Lima, há mais de 20 anos atrás quando ainda o pastor Isaac Martins presidia a igreja. Um pastor conferencista de origem alemã, de nome Waldemar Sardaczuk era o palestrante da noite.

A semana foi toda de chuva e no dia do evento estava chovendo também, a multidão (cerca de 5 mil pessoas) estava temerosa e inquieta, havia chovido o dia todo e o evento que começara à noite corria o risco de não ter o sucesso previsto.

Muitos haviam levado guarda-chuvas e outros capas, mais a maioria estavam desprotegidos, foi quando no momento da mensagem começou a descer sobre o povo uma garoa, aumentando mais ainda a insegurança dos presentes.

Confesso, que já estava para tomar a decisão de me ausentar para buscar abrigo, quando o reverendo Sardaczuk acompanhado de um  tradutor teve acesso ao microfone e foi logo dizendo “não vai chover” fiquei um tanto espantado e apreensivo, mas ele tornou a dizer a multidão inquieta “não vai chover” então o movimento de retirada, que já havia se iniciado parou e ficamos todos olhando para ele, esperando o que ele tinha a nos dizer, foi quando o pastor germânico lançou um  desafio, que o seu ministério acabaria ali naquela noite, se chovesse.

Conclamou a todos a se unirem a ele e fazer uma oração de fé, percebi que todos se animaram e oraram como se estivessem num círculo de oração, intensamente e fervorosamente, de longe ouvia o pregador orando e dizendo;

“Deus, se tu estais em minha vida e em meu ministério não permitas que durante este culto haja chuva”.

Se a chuva continuasse, seria uma grande decepção para nós e a palavra do pregador cairia por terra, ele sairia dali destronado, seu ministério, até então profícuo corria risco de perda de credibilidade.

Entretanto, assim que acabou a oração, de forma surpreendente e inexplicável, aquela garoa que havia iniciado, cessou. O céu permaneceu fechado, mas, não caiu um pingo d’água durante todo o culto.

Ouvimos uma poderosa palavra naquele dia, um testemunho tremendo, mais de cem almas se renderam aos pés de Cristo e muitos milagres aconteceram. Naquele noite houve Batismo no Espírito Santo, renovos, curas e salvação.

Aquilo marcou minha vida e ministério, saí dali mais crente e com a minha fé acrescentada.

A chuva foi apenas um teste que antecedia os milagres, e o pastor Waldemar parecia entender isso, então ele usou a fé, a perseverança, e Deus o recompensou por isso.

Há 20 anos atrás.

Robson Aguiar

CATÓLICOS 1 X 0 PROTESTANTES

Imagem

MG_1864

SEM LUA E ESTRÊLAS, SEM CULTO.

Ontem, (24) por conta da chuva abundante que caiu em Recife, a Missa católica que seria realizada no Quartel do Derby foi transferida para o Auditório do Colégio Nóbrega.

Já hoje (25), a cantata de Natal que seria realizada em frente ao Quartel pela Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Recife, cujo pastor presidente é o reverendo Ailton Alves, foi cancelada por haver previsão de chuva.

Não lembro nos 25 anos de Policial Militar, de outra ocasião em que o culto foi cancelado por causa do tempo.

Claro, que com chuva, a frequência do povo seria menor e a apresentação dos grupos musicais deixariam a desejar, mas, por outro lado, cancelar o culto me pareceu uma atitude extrema, no máximo poderia se transferir para um outro lugar, ou até mesmo para o templo da AD do Recife. De acordo com o pastor Ailton Júnior a cantata será apresentada no domingo (27).Assista o vídeo

Sei que haveria certa logística, mas o templo está pronto, seria menos desencantador do que não haver culto.

Após 5 anos de Culto de Nata no Derby, a AD recifense deixou a desejar.

Os católicos nesse particular, nos deram uma lição.

Robson Aguiar

UMA CAMA, UM CANDEEIRO, UMA CADEIRA E UMA MESA.

Imagem

A morte de Eliseu (16)

O evangelho no Brasil está cada vez mais divulgado, e com o crescimento do número de fiéis, os protestantes vão alargando suas tendas. São inúmeras catedrais que se erguem quase todos os dias, só a Assembleia de Deus Ministério do Recife tem 1200 igrejas e continua se expandindo, mas, nem sempre foi assim, num passado não muito distante, a igreja evangélica foi perseguida e humilhada, seus templos não podiam ter formato exterior de templo, ou seja, abóboda ou românico, como os católicos, pois, a Constituição de 1918 proibia, já em 1824 a Constituição ratificava que a religião oficial do Império era a católica.

Contudo, estamos vivendo uma nova era da igreja no Brasil, os tempos são outros e a igreja tem hoje total liberdade no país. A Constituição de 1988 tornou o país laico, sem religião oficial, e isso tem facilitado a propagação do evangelho. O resultado disso, é que já somos quase 50 milhões de crentes, ou seja, ¼ da população brasileira, isso é bom, contudo o que ganhamos em números, perdemos em qualidade, isso mesmo, se foi o tempo em que se pregava o genuíno evangelho, hoje em dia estamos envolvidos no mundo gospel do faz de contas. As pessoas são atraídas pelas mensagens motivacionais, de autoajuda, ou que aguçam o ego, também gostam de mensagens de prosperidade, que tantos materialistas buscam ou até mesmo mensagem de endeusamento.

Quando essas pessoas se convertem, se tornam uma presa fácil para os vendilhões do templo e os mercadores da fé, porque não há uma preocupação real desses que se denominam tele evangelistas de ensinarem o verdadeiro caminho aos neófitos na fé, antes, só pensam em dinheiro, e o pior é ver pastores “sérios” atraídos pela fama dos tais, convidarem esses pastores piratas para pregarem em suas congregações. Muitas vezes, não falam nem com eles, o contato se faz com o “empresário” “assessor” secretário, ou seja, lá como gostam de ser chamados. Dai, vem os contratos, para apresentação, digo, “pregação”, isso mesmo, contrato, o cachê é alto, metade depositado antes e metade no dia, passagens aéreas pra ele, esposa e assessor, translado, hotéis 4 ou 5 estrelas, alimentação completa em bons restaurantes e algunas cositas más.

Já os que labutam no ensino da Palavra, são deixados de lado, desprezados, muitas vezes ignorados, afinal suas mensagens não causam frenesi, não arrepiam, não movimentam a igreja, é puro ensinamento, ninguém sai pulando, fazendo aviãozinho, caindo no chão imitando rugidos de leões, não existe unção de gargalhada, arrebatamento para o inferno, ou coisa desse tipo. Só se ensina Bíblia.

Os que ensinam a sã doutrina, visam livrar o povo das armadilhas das seitas e advertem a igreja com fundamento bíblico a não serem presas fáceis dos falsos pastores, mostram os modismos anti-bíblicos da atualidade, e a preocupação maior é que a ovelha se alimente de pastos verdes que a mantenham forte para resistir ao pecado e chegar no céu.

Quando vai se pesquisar quanto cobra um desses teólogos crente, que passou e ainda passa um bom tempo de seu dia estudando a Bíblia para melhor servir a igreja, para que ele venha a um congresso, estudo, ou culto evangelístico, se ver que tudo que precisam é de uma cama, um candeeiro, uma cadeira e uma mesa, nada mais. Muitas vezes esperam a generosidade da igreja, sem estabelecer valores, e mesmo assim, alguns negligenciam ao texto bíblico que solicita que se dê porção dobrada aos que labutam em favor evangelho. Muitas vezes chamam os piratas porque querem dividir o espólio.

Amigos pastores, honrem os verdadeiros homens de Deus. Ajude-os para que continuem no ministério da Palavra. Não troquem grama verde por capim seco. Mantenha a sua igreja sadia.

Os céus agradecem.

Robson Aguiar

QUEM NÃO QUER OUVIR, NÃO FALA.

Imagem

A palavra é uma via de mão dupla

As mídias sociais não são bons palcos para quem quer discrição e não gostam de críticas. Expor um pensamento, uma ideia, uma opinião, uma postura sobre qualquer tema, vai sim, gerar algum tipo de comentário, seja positivo ou negativo.

A grande questão é se estou pronto para ouvir, assistir ou ler os contrários, se a censura não vai me fazer mal, me adoecer ou coisa do tipo. Tenho que pesar bem na balança se vale ou não a pena entrar nessa seara.

Tem ocasião que não se faz necessário alguém exprimir o que pensa, mesmo assim, tem pessoas que não conseguem ficar caladas, observem o conselho de Salomão quando diz que a tempo pra tudo; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Eclesiastes 3:7

Por mais falante que eu seja, ou mais comunicador que queira ser, eu não posso sair por ai falando tudo que me vier a mente.

A Bíblia diz: Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo. Provérbios 25:11

Até para falar, eu tenho que ter bom senso, se cabe ou não no contexto o meu parecer, pois, posso causar algum tipo de alvoroço ao me expressar.

Na hora de discordar, também tenho que ser prudente ou não alcançarei meu objetivo, respeitar os mais velhos, saber como dirigir a palavra, esperar a oportunidade, tudo isso é importante para que eu tenha a atenção dos que me ouvem.

Veja o que diz a Bíblia sobre a pressa da palavra; Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Tiago 1:19

S e o assunto não te diz respeito então não aborde, deixa passar; O que, passando, se põe em questão alheia, é como aquele que pega um cão pelas orelhas. Provérbios 26:17

Logicamente que um bom teólogo já deve estar com a língua coçando para dizer que os textos que citei estão fora do contexto, e nisso, eles tem razão, mas, apesar da minha pobre hermenêutica aplicada nessas linhas, invoco aqui a inteligência dos desprovidos de vaidades para que se entenda pelo perímetro contextual a mensagem.

Quem não quer se molhar, diz o ditado, não sai na chuva.

Vez por outra vejo pessoas se tornando centro das atenções por uma pregação, entrevista ou por algo que escreveu, seja em periódicos, livros, revistas ou mídias sociais. Deveriam estar acostumados que nem todos ficam estáticos ao que lerem, assistirem ou escutarem o que se fala.

Que há também na comunicação o fenômeno da ação que gera reação, logo, é preciso ter certeza que a saúde não será abalada quando ouvir o que não gosta, não aceita, ou não compartilha.

Seja na área política ou religiosa, ou em qualquer outra área, temos que aceitar o direito legal da discordância.

Liberdade de pensamentos. Isso não deveria acabar amizades, não deveria causar ódio, ressentimentos, deveria ser algo natural, mas, não é o que acontece, principalmente quando o meio é ministerial, discordar pode refletir futuras represálias.

Experimente discordar de renomados teólogos, experimente ser contrário a grupos que se dizem de direitos humanos, experimente ser defensor de algum tema polêmico.

Sou pastor evangélico e tenho amigos gays, ateus, feministas, de religiões afro, calvinistas, sabatistas, evangélicos tradicionais, neo pentecostais e amigos judeus, tenho amigos liberais e ortodoxos, católicos e espíritas, e com todos eles convivo pacificamente, divergindo das ideias, mas, preservando laços de amizade.

Concordar ou não comigo, não torna essas pessoas minhas inimigas, tenho que separar as coisas, e quando alguém de mim discorda, não recorrerei ao clichê que não estudam ou estudaram o tema, não sabem do que falam por não ter essa ou aquela formação, ou até mesmo por serem neófitos na fé, não tento desqualificar o debatedor, simplesmente contra-argumento baseado no que busquei e aprendi.

Está na hora de decidirmos o que queremos, se estamos preparados para o debate ou não. Se não gostamos de polêmica, então não abramos a porta da discussão.

Falemos em off, no reservado, in box, na bolha, ai não teremos problemas, pois, do outro lado estará alguém do nosso grupo que comunga as mesmas ideias.

Do contrário, saibamos ouvir, tenhamos equilíbrio nas respostas, sejamos racionais, educados, honestos e simplesmente cristãos.

Fonte: Bíblia Sagrada

Robson Aguiar

A Crítica do Pensamento

Imagem

pensamento-crítico2

Conheça-me melhor,

Penso e me posiciono. Não fico em cima do muro. Não tenho respostas politicas para tudo, na maioria das vezes minhas resposta são bem reais. Não saio por ai ofendendo as pessoas gratuitamente, não sou seco ou ácido o tempo todo, contudo, costumo desagradar ouvidos sensíveis a sinceridade.

Não escrevo para agradar leitores e colegas, não me expresso de acordo com números de acessos e compartilhamentos.

As vezes sou incompreendido e hostilizado até por amigos, por discordar de suas ideias. Não creio que tenho que agradar você para que não perca tua amizade ou audiência.

Me sinto bem assim, sendo quem sou, a liberdade de pensamento é minha bandeira, mas, tenho os meus limites, minha ética, minha regra moral, e isso não faz de mim um covarde ou subserviente, há tempo para tudo, e sempre primo pelo principio da oportunidade para me expressar.

Assim sendo, tenho experimentado a verdadeira liberdade em Cristo, onde não há prisões ou escravidão de ideias, cativeiros de opiniões.

Assuntos importantes e besteirol, não tem problemas, tudo é analisado a luz da moral e dos valores, que são diferentes entre nós.

Robson Aguiar

Jussara x Marco Feliciano (e se eu acreditasse em maldição sobre a África?)

Imagem

Jussara e Marco II

Porque as pessoas nascem com enfermidades? Por que ficam enfermas ou paraplégicas? Cegos, aleijados, surdos, mudos, por quê? É fácil responder quando recorremos a Bíblia.
E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o SENHOR que te sara.Êxodo 15:26
E o SENHOR de ti desviará toda a enfermidade; sobre ti não porá nenhuma das más doenças dos egípcios, que bem sabes, antes as porá sobre todos os que te odeiam.Deuteronômio 7:15
Está escrito: o salário do pecado é a morte;
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.Romanos 6:23
Por si só entendemos que as enfermidades são frutos do pecado seja de Adão, que abriu as portas da enfermidade e da morte, seja do homem atual em sua vida de pecados. Agora eu pergunto a deficiente deve odiar a Deus por causa da sua doença? Deve ficar revoltado? Esse grupo, que é minoria por acaso deve entender que Deus é preconceituoso? Penso que não. Simplesmente, Ele é soberano.
Estou aqui com os meus botões filosofando e meditando no texto:
E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. Gen. 9.25
A maldição do patriarca Noé sobre seu filho Cão que havia zombado de sua nudez quando estava embriagado e nu.
Imaginemos que a interpretação do pastor Marco Feliciano esteja certa e que realmente o continente africano, palco de inúmeras tragédias seja de fato amaldiçoado por causa de seu patriarca Cão, e que os negros sejam frutos também dessa maldição, pergunto eu, qual o problema? Pois, hoje trabalhamos duro por causa do pecado de Adão, as mulheres tem dores de parto insuportáveis também por causa do pecado, e uma série de outras conseqüências nos sobrevieram por causa de pecados. É comum se dizer que por causa do pecado de Abraão e de Davi Israel padece guerras até hoje, pergunto, os Israelitas rejeitaram a Deus? Estão rebelados? Fazem piquetes celestes? Não. Sabem por quê? Por que eles reconhecem os seus próprios pecados e suas conseqüências.
De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados.Lamentações 3:39
Eis a diferença deles e de nós.
Agora, vamos voltar ao nosso redil. A polêmica continua em torno do Dep. Marco Felicano, dessa vez uma blogueira evangélica se aventura no campo teológico de Feliciano e se diz ofendida por causa da sua cor . Foi no embalo dos artistas. Eu sou casado com uma mulher de cor morena, meus filhos são de cor morena e eu sou um amarelo pardo e desbotado, se isso é por causa do pecado, e daí? Se alguém faz conotação com a Bíblia para respaldar a minha cor, e daí? No que isso vai mudar minha vida? É uma opinião, um parecer, uma interpretação, seja a luz teológica acompanhada de exegese e hermenêutica, ou seja, a luz do velho achismo. O fato, é que não sou perseguido por causa disso, ninguém me bate, nem me discrimina, quem fazia isso no passado era certa igreja que hoje não faz mais e tem agora muitos negros entres os seus ministros. Essa praga de preconceito não bate nas portas brasileiras, senão em casos isolados. Faça-se uma pesquisa e perguntem aos próprios negros se eles se sentem discriminados. 90% vão dizer que não. Quem pode dizer que sim, são ativistas que tem interesse em tirar vantagens disso. Agora vem uma moça e aproveitando-se do andar da carruagem dizer um monte de bobagens, e pessoas menos avisadas e desprovidas de uma análise contextual estão indo na dela sem perceberem que estão do lado errado, do lado de Caetano, Chico Buarque, Tas, Jean Wyllis, Xuxa e Cia. Sem contar os irmãos liberais que são favoráveis a união homossexual e que fazem parte da trupe.
Acorda meu irmão! Você tá levantando a bandeira, não dos Direitos Humanos e Minorias, e sim, do homossexualismo. Deus vai ter uma audiência conosco um dia, vamos vigiar para não estarmos viajando na contramão do céu.
Antes se misturaram com os gentios, e aprenderam as suas obras.Salmos 106:35
Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,Gálatas 5:19
Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais.1 Coríntios 5:11
E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as.Efésios 5:11
Claro que se fosse aprovado o casamento gay, não mudaria em nada a vida da blogueira, afinal, ela é favorável pelo que podemos perceber em suas palavras, todavia, nós que somos cristãos temos o direito de nos posicionarmos, e se criarem leis que nos obriguem a realizar casamento homossexual vai mudar sim, a nossa vida, por isso, somos contrários , pois temos por base de conduta e fé a Palavra de Deus, entendeu blogueira?
Como ela também frizou que o Deputado está na Câmara para atender a sociedade em geral, concordo em parte com ela, mais quem elegeu Pastor Marco, foram em sua esmagadora maioria os evangélicos, e fizeram isso Dna. Jussara pensando em vê-lo fazer o que está fazendo, ou seja defendendo a ética, a moral e os bons costumes previstos nas Escrituras, isso, ele está amparado a fazer, pois chegou lá de forma democrática, compreende? Lá também tem deputados eleitos para defenderem interesses de bicheiros, gays, fazendeiros, maconheiros, militares entre outros.
A Bíblia é a verdade absoluta que julga as verdades humanas, que são como trapos de imundícia. Arrisco-me a profetizar que não vai demorar muito e os grupos gays e grupos feministas vão querer proibir a edição, venda e pregação das Bíblias que temos hoje a exemplo do que aconteceu na Alemanha . Os adeptos e também simpáticos aos grupos citados vão lançar uma Bíblia numa linguagem mais aceita pelas “minorias”, mudando o texto, chamando de Deus, deusa e dizendo que Davi e Jonatas se amavam com amor Eros.
Concluo minhas palavras asseverando que não creio que a cor negra tenha haver com pecado ou maldição, que trata-se de um causa genética e ambiental, mais repito, se fosse por causa do pecado ou maldição sobre Cão não faria diferença, principalmente no Brasil, cujo o Rei do futebol é um negro, e o do Baião também era.

Pr. Robson Aguiar

Fontes:
http://noticias.gospelmais.com.br/video-marco-feliciano-silas-malafaia-nao-me-representam-41945.html
http://juliosevero.blogspot.com.br/2006/11/acadmicos-alemes-lanam-bblia.html

MMA E O CRENTE.

Imagem


Desde criança, tenho simpatia por arte marcial. Quando me converti, acabei me afastando, até porque praticava capoeira, e a ligação dessa arte com o candomblé era muito forte. Outras artes marciais, como karatê e Taekendo também tem ligações com a religião pagã oriental.

Quando me tornei policial, ainda na escola, acabei sendo obrigado a praticar arte marcial novamente, pois era matéria do curso. Após dez anos de serviço, depois de fazer curso de defesa pessoal e combate com faca, resolvi voltar a treinar e hoje treino Jiu jitsu.

Essa arte marcial tem me ajudado muito no meu serviço, pois evita o uso da arma letal. Também tenho ajudado muito meus companheiros de farda, passando para eles algumas dicas de imobilização e condução.

Dou esse testemunho, para relatar que nem tudo na arte marcial é violência. Na verdade o propósito maior deve ser de defesa e não de ataque. Os neo gladiadores, estão demonstrando no octógono a luta em sua plenitude, apesar do sangue, aqueles homens são preparados para estarem ali, mesmo quando desmaiam, o que é comum no jiu jitsu.

Há todo um cuidado para evitar que aconteçam acidentes, médicos e UTI estão prontos para darem assistência. Apesar das fortes imagens, o atleta tem controle de suas ações e sabe até onde pode ir. Além do mais o árbitro está lá para preservar a inegridade física do lutador.

Mas, será que existe base bíblica para treinar arte marcial, observemos o texto que se segue “E estavam ali os três filhos de Zeruia, Joabe, Abisai, e Asael; e Asael era ligeiro de pés, como as gazelas do campo”. 2 Samuel 2:18

Claro que ligeiro de pés, é figura de linguagem, mas, vemos ai homens que tem preparo para batalha, e ganharam destaque em Israel. Então, eu diria que nas Forças Armadas, bem como nas policias e outras áreas de segurança, a arte marcial é muito bem vinda.

Por outro lado, além da segurança que fornece ao praticante, outro beneficio é o do preparo físico, pois, faz parte do treinamento.

Só recomendo, que se tenha cuidado com o lado espiritual que as vezes o mestre ou professor quer passar para os alunos. É preciso ter cuidado, principalmente com a filosofia da arte. Às vezes a yoga é introduzida como parte do treinamento, mas, quem é cristão, deve procurar uma academia que não exija tal prática.

O outro lado que pode ser abordado, e de fato já foi pela irmã Rô, em seu Blog, é do testemunho do lutador, ou praticante da arte. A exemplo disso Victor Belford, vem dando testemunho nesse esporte há muito tempo e o nome do Senhor tem sido glorificado por meio desse atleta.

Finalizando, Em qualquer outra arte marcial, existem acidentes, mesmo em torneios olímpicos, então não vejo sustentação bíblica de que um cristão não possa figurar entre os que praticam artes marciais, tal como MMA.

Pr. Robson Aguiar