QUEM PERDOOU QUEM? A PAZ SOB RISCO


quebra-de-acordo1

 Após a “reconciliação” do pastor José Wellington com o pr. Samuel Câmara, realizado no dia 07 de julho em reunião no Hotel Guanabara, Rio de Janeiro, bem como sua repercusssão nas mídias sociais, o rev. José Wellington Júnior escreveu em seu Facebook:

O GESTO DO PRESIDENTE

   O presidente da CGADB, Pastor José Wellington Bezerra da Costa, mostrou para todos nós, membros dessa magna convenção, porque é o nosso líder maior e porque o Senhor nosso Deus o tem conduzido a esse cargo nessas quase três décadas. Num gesto de humildade e de um verdadeiro homem de Deus promoveu, mais uma vez, a pacificação de nossa convenção.

   Reunindo-se com o Pr. Samuel Câmara aceitou o seu perdão e o reconduziu aos quadros de filiados da CGADB.

   Com esse ato deixou para trás e ao esquecimento as afrontas sofridas: em plenário (AGO´S e AGE´S), nas barras dos tribunais, nas redes sociais e nos meios de comunicação em geral. Parabéns ao nosso Presidente que continua agindo, acima de tudo, como Pastor. Não temos duvidas que o Espirito Santo continua conduzindo o seu ministério.

                                                                                                                     Pr. José Wellington Júnior

   A impressão que tenho é que o Filho de JW e pretenso candidato a substituir o pai, concorrendo com Samuel Câmara nas próximas eleições da CGADB para presidente da instituição perdeu a noção, e até digo que agiu com certa imprudência e inconsequencia.

   É publico e notório e consta em alguns jornais de forma documentada que o presidente da CGADB havia perdido uma causa milionária em favor do presidente da Igreja Mãe de Belém, e que as contas da instituição estavam sob bloqueio, isso traria um prejuizo incaulculável a CGADB e CPAD. Ora, dizer que José Wellington aceitou o pedido de perdão de Samuel, deixa no ar a ideia que ele foi quem procurou o presidente da Convenção Geral, o que duvido muito ter acontecido.

   Já escrevi sobre o fato, e teci meu comentário a respeito, se houve uma atitude nobre nessa questão, e creio que houve, partiu do pastor Samuel, que deixa de colcoar no bolso mais de 9 milhões de reais de multa pelas INJUSTIÇAS sofridas nas eleições passadas.

   O perdão que merece destaque, não é o do JW em favor de Samuel,  e sim, o contrário.

   Aconpanhei de perto as últimas eleições que alimentaram o litígio entre os dois, e em momento algum vi Samuel sendo deselegante com quem quer que seja. Assisti pessoas ligadas a ambas as partes se digladiando e usando de ofensas e quebra de decoro, e não me perguntem o motivo de tanta guerra, porque corre o risco de eu responder.

   Tirar proveito da situação poderá inflamar o outro lado, e a proposta de paz poderá ser quebrada. Para quem não conhece o assunto, os leigos e desinformados, pode surtir efeitos, também servirá de respaldo para os pastores alienados que seguem cegamente os gurus regionais, principalmente no meu nordeste, mas, para quem tem um pouquinho de informação e um pingo de dignidade, não embarcará nessa falácia.

   Agora vamos esperar o que acontece, se Samuel vai calar ou se pronunciar a respeito.

Robson Aguiar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s