CEADAM SOLICITA CANCELAMENTO DA 7ª AGE DA CGADB


jonatas 3

Pastor Jônatas Câmara – Presidente da CEADAM

O JM Notícias trouxe a público nessa quarta-feira (30), fatos novos sobre a 7ª AGE da CGADB que está prevista para o final de janeiro. Leiam

Como todos sabem, eu já havia dado meu parecer sobre o local do evento e o Pastor Carlos Roberto também se posicionou sobre o tema em seu conceituado Blog. Confira

O que eu não sabia é que a CEADAM – Convenção das Assembleias de Deus do Amazonas teria emitido um Ofício em 7 de dezembro de 2015, solicitando a protelação da AGE para o mês de abril de 2016, conforme pode se ler na íntegra (nesse local)

Até o momento a CGADB não se posicionou, (e nem vai), e se vai, será para indeferir e dizer que não, ou que o Ofício foi enviado em data posterior a data do início da inscrição.

Em um comentário que fiz no Point Rhema, questionei se “todos” os presidentes de convenção foram perguntados sobre a possibilidade de sediarem o evento, pelo visto pastor Jônatas Câmara, não foi, afinal, como já frisei, só os que possuem assento na CGADB é que são indagados.

 

“No tocante a aprovação do local do evento, como já havia frisado, sei que foi escolhido de forma legal, e o amigo trouxe detalhes importantes e esclarecedores quanto ao fato, contudo, apesar da informação de vossa fonte que foi indagado aos representantes de todas as regiões (com assento na mesa) se algum deles poderia hospedar a AGE tendo por resposta a negatividade, me trouxe dúvidas. Fico pensando cá comigo, se realmente foram “todos” os representantes questionados ou se apenas parte deles. Principalmente o pastor Ivan Bastos, que além de tesoureiro é também presidente de uma convenção estadual. Ainda acrescento que sendo o amigo um presidente de convenção, por que também não participar de algo tão importante? Acho que esse é mais um assunto para se tratar em reforma de estatuto. Na minha concepção, local de AGE teria que ter a participação de todos os presidentes de convenções. Seria mais democrático e mais transparente”.

Meu comentário no Point Rhema

Um capítulo a mais dessa novela mexicana cujo final é previsível, todos nós conhecemos os atores principais e como eles atuam. Meus argumentos são revestidos a cada cena;

Lisura, honestidade, honra, fidelidade, simplicidade, lhaneza, união, humildade, servidão, tão comum no cristianismo do Cristo, são virtudes utópicas em nosso meio, quando o assunto é política eclesiástica dentro da nossa Igreja.

Com certeza, novos capítulos virão, desse episódio.

Robson Aguiar

Anúncios

4 respostas em “CEADAM SOLICITA CANCELAMENTO DA 7ª AGE DA CGADB

  1. Saudações , infelizmente esta é a regra do jogo. A quem interessa esta AGE ? Não sei quando os Pastores das Assembléias de Deus irão abrir os olhos para esta situação deplorável na nossa CGADB, onde só prevalece os ditames do líder maior procurando incutir na cabeça dos Pastores que tudo vai bem. Por favor é hora de mudança para uma CGADB melhor e mais produtiva.

    Curtir

    • Levi, tenho grande dificuldades em aceitar esse sistema, mas, parece que minha voz é um grito no deserto. Não vejo outros pastores se manifestando a respeito. Na verdade, parece que há uma intimidação que inibi a fala dos convencionais, quando não é isso, vemos um comodismo geral.

      Curtir

  2. Paz do Senhor, mesmo tendo sido um assunto vencido, pelo menos até ao presente momento, lembro que as últimas Convenções foram todas fora de SP [cito-ES;AL;Cuiabá,etc..]. Nós convencionais sem nenhum mando, a não ser o pastoral, nos deslocamos para todas elas [os compromissados; e há exceções por motivos de doença ou de ordem pessoal] e não nos furtamos a ir a nenhum Estado da Federação, sem pedirmos a mudança desta ou daquela Sede de qualquer Convenção, seja AGO ou AGE. Não vejo, como a 7ªAGE em SP [Capital] possa ser citada como uma posição ditatorial! Há que se ter motivos maiores para estas alegações sobre a Instalação da AGE dos dias 24-26 (próximos) Janeiro. Em Cristo

    Curtir

    • Entendo que se tratando de reforma do estatuto em relação as eleições da diretoria, que é um tema polêmico e que será abordado nessa 7ª AGE, sendo o pastor Wellington o atual presidente e tendo Wellington Júnior como pretenso candidato, trazer para a sede do Belenzinho a discussão e votação, é no mínimo incoerente. Como o seria também se Samuel Câmara fosse o presidente da CGADB e levasse a discussão para Belém do Pará ou Amazonas. Qualquer outro tema seria natural, mas, Reforma do Estatuto, discutir em casa? Não pegou bem.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s