IGREJA 1 X 0 CHUVA


254079802_640

Pastor Waldemar Sardaczuk à direita com a Bíblia na mão

Não esqueço de um evento realizado pela Assembleia de Deus após o carnaval, no pátio da feira de Abreu e Lima, há mais de 20 anos atrás quando ainda o pastor Isaac Martins presidia a igreja. Um pastor conferencista de origem alemã, de nome Waldemar Sardaczuk era o palestrante da noite.

A semana foi toda de chuva e no dia do evento estava chovendo também, a multidão (cerca de 5 mil pessoas) estava temerosa e inquieta, havia chovido o dia todo e o evento que começara à noite corria o risco de não ter o sucesso previsto.

Muitos haviam levado guarda-chuvas e outros capas, mais a maioria estavam desprotegidos, foi quando no momento da mensagem começou a descer sobre o povo uma garoa, aumentando mais ainda a insegurança dos presentes.

Confesso, que já estava para tomar a decisão de me ausentar para buscar abrigo, quando o reverendo Sardaczuk acompanhado de um  tradutor teve acesso ao microfone e foi logo dizendo “não vai chover” fiquei um tanto espantado e apreensivo, mas ele tornou a dizer a multidão inquieta “não vai chover” então o movimento de retirada, que já havia se iniciado parou e ficamos todos olhando para ele, esperando o que ele tinha a nos dizer, foi quando o pastor germânico lançou um  desafio, que o seu ministério acabaria ali naquela noite, se chovesse.

Conclamou a todos a se unirem a ele e fazer uma oração de fé, percebi que todos se animaram e oraram como se estivessem num círculo de oração, intensamente e fervorosamente, de longe ouvia o pregador orando e dizendo;

“Deus, se tu estais em minha vida e em meu ministério não permitas que durante este culto haja chuva”.

Se a chuva continuasse, seria uma grande decepção para nós e a palavra do pregador cairia por terra, ele sairia dali destronado, seu ministério, até então profícuo corria risco de perda de credibilidade.

Entretanto, assim que acabou a oração, de forma surpreendente e inexplicável, aquela garoa que havia iniciado, cessou. O céu permaneceu fechado, mas, não caiu um pingo d’água durante todo o culto.

Ouvimos uma poderosa palavra naquele dia, um testemunho tremendo, mais de cem almas se renderam aos pés de Cristo e muitos milagres aconteceram. Naquele noite houve Batismo no Espírito Santo, renovos, curas e salvação.

Aquilo marcou minha vida e ministério, saí dali mais crente e com a minha fé acrescentada.

A chuva foi apenas um teste que antecedia os milagres, e o pastor Waldemar parecia entender isso, então ele usou a fé, a perseverança, e Deus o recompensou por isso.

Há 20 anos atrás.

Robson Aguiar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s