A SEMENTE DA FÉ


640x426xplantar-dinheiro.jpg.pagespeed.ic.rbBUScvfse

Por que tudo que o homem semear, isso também ceifará. Gl. 6.7

Houve um tempo, quando a igreja vivia em total ignorância por ser composta em sua grande maioria de analfabetos bíblico, uma vez que a leitura de livro secular era restrita aos lordes, e a leitura bíblica a alguns padres (estou me referindo a idade média), que um Monge se tornou famoso pelo seu poder de convencimento, o nome dele, Johann Tetzel.

Se utilizando do medo que o povo tinham do purgatório e do inferno, Tetzel persuadia as pessoas a comprarem indulgências afirmando que podiam comprar o perdão de Deus para eles e para os seus parentes.

O tempo passou, porém as indulgências não, elas continuam sendo vendidas, apenas, lhe deram uma nova roupagem e empossaram outros arrecadadores. Agora não é mais um padre que está à frente da coleta, são pastores evangélicos. Na época do arrecadador de indulgência católico, um outro monge da mesma confissão se levantou para desmascará-lo, seu nome, Martinho Lutero, mas, hoje, ao contrário do reformador protestante, muitos ministros do evangelho convidam para o púlpito de suas igrejas os novos mercadores da fé.

Cem por um

É incrível o poder de distorção das Escrituras Sagradas que têm os teólogos da confissão positiva, em uma de suas alienações, usam o texto citado pelo apóstolo Paulo sobre a semeadura e o seu resultado, para ensinar aos seus discípulos que podem adquiri qualquer coisa, basta semearem de forma correta. Segundo dizem, se você semear no terreno de Cristo receberá cem vezes mais, essa é a proporção que afirmam ser bíblica, baseado no que disse Jesus aos discípulos quando perguntado sobre os que tudo abandonaram para segui-lo.

“E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor de meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna.”  (Mateus 19 : 29)

Não precisa fazer uma aprofundada hermenêutica para entender o que quis dizer Jesus, por si só, o texto já deixa claro que não é literal o que Cristo está falando, e sim metafórico, do contrário, todos os cristãos que fossem obrigados a deixarem parentes e cônjuges por amor ao Mestre teriam cem pais, mães e irmãos, o que não parece coerente.

Também, quando lemos à luz do contexto a mensagem paulina não se prende a barganhas, vemos que não trata-se de um pague e leve, ou, dê e receba, ou até mesmo toma lá, dá cá, o tema é outro. Paulo está falando das consequências de nossas ações, e não de realizações de milagres através da semeadura.

Se compararmos com o que disse Jesus em sua matemática celeste que quem deixar suas casas e campos por amor Dele, teriam cem vezes mais, e não espiritualizarmos o que disse o Senhor, veremos que há algo de estranho, pois os discípulos não morreram em boa velhice, com uma vida arregalada, pelo contrário, todos foram perseguidos, maltratados, passaram privações, e dos doze, onze foram assassinados, o que nos leva a crer que Jesus estava se referindo aos tesouros incorruptíveis do céu e não das moedas efêmeras da terra.

A semente da doação é a semente da fé. Oral Robert

Baseados no texto de Atos 19. 11,12 que diz que pelas mãos do apóstolo Paulo Deus fazia maravilhas extraordinárias, de sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos eram expulsos, os pregadores da prosperidade costumam mercantilizar seus utensílios, importar de Israel objetos para granjear com o povo, e até pôr à venda objetos da igreja, tudo vendido após a oração e unção. Eles só esquecem e um detalhe, Paulo nunca vendeu suas roupas, consagrou e transformou em moeda de troca objetos “sagrados” “ungidos” ou “relíquias”, quando algo de Paulo era enviado, o motivo não era financeiro, e sim, porque não podia atender a todos. Então ele os enviava como símbolo e sem custeio, pelo contrário, quando alguém quis usar dinheiro para obter vantagens, disse Paulo; “O teu dinheiro seja contigo para a perdição”. At 8.20

Os mercadores da fé no entanto, costumam ensinar que você deve plantar a semente do que deseja receber, então, se o seu problema for financeiro e você precisa de dinheiro, tem que plantar a semente do dinheiro aos pés dos profetas o valor que desejas receber cem vezes mais, alegam, que dessa forma o crente libera por sua ação, a fé, mas não há sustentação bíblica para isso, afinal, os que foram curados através de Paulo não precisaram enviar nenhuma semente que liberasse fé para usufruírem do milagre.

Um fato interessante, é que não interessa qual seja o problema, se for saúde, a semente será “dinheiro”, se for amoroso, a semente será “Money” se for ministerial, ai é diferente, basta uma boa semente de “dindim”, mas, também aceitam cheque, escritura de casas e apartamentos, Recibo de veículo, joias, e agora, pra facilitar a sua vida de vítima (digo, adorador), eles providenciaram também o leitor de cartão de crédito. Ninguém fica no prejuízo. Entendeu?

Outro dia, o pastor norte americano Morris Cerullo, participou de um famoso programa evangélico aqui no Brasil, sendo apresentado aos telespectadores pelo tele evangelista mais conhecido entre os evangélicos (psicólogo e empresário), como profeta do nosso tempo, onde o mesmo falando sobre semente, disse ter tido uma revelação que quem investisse uma quantia considerável (sementes) no programa seria abençoado financeiramente com uma quantia infinitamente maior. A estratégia desses mestres da Fé, não tem limites, eles investem alto, para que o retorno deles também seja alto.

Entre os mais famosos arrecadadores de indulgências do nosso tempo, figuram o Benny Hinn e Mike Murdok, esse último, hoje é um dos principais expositores dessa doutrina nefasta que está assolando a igreja. Com sutileza e sempre com a mesma mensagem baseando-se quase sempre em revelações, como é comum aos falsos mestres, Murdok consegue recolher milhões dos que lhe assistem.

Percebe-se que os mais leigos e desprovidos de conhecimento bíblico e secular são as maiores vítimas desses novos hereges.

Para o povo de Deus deixo essa mensagem;

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”  (Mateus 6.33)

Para os teólogos da prosperidade…

Anátema!

Robson Aguiar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s