REFORMA DO PROCESSO ELEITORAL?


7ª AGE da CGADB

Edital da 7ª AGE DA CGADB

A impressão que tenho é que toda eleição da CGADB será agora precedida por “reformas do processo eleitoral”.  Mas, quais as verdadeiras razões dessas reformas?

Do jeito que as coisas estão, não duvido nada que o motivo real dessa reforma, seja de inviabilizar ou dificultar ao máximo a projeção de outros candidatos que não sejam da situação.

Há muito tempo  que falta honestidade e transparência por parte de alguns que estão na Diretoria da Instituição, ou próximos a ela.  Basta ver como foi escolhido o lugar para sediar a 6ª AGE da CGADB, (AD Belenzinho), casa do pr. José Wellington, onde o tema principal foi a exclusão de pastores de outras Chapas, que participaram do último processo eletivo em que José Wellington foi reeleito.

Mas, dessa vez, como não tinha outro local no  Brasil para deliberar sobre um tema dessa relevância, o local escolhido foi mais uma vez o terraço da casa do pastor Wellington, AD Belenzinho. O motivo é óbvio. Pode até ser legal, mas, sem dúvidas, é imoral. O que me espanta são os Nicolaus que existem em nossa igreja, que defendem que na guerra vale tudo. Que é por uma boa causa. Dai, fazem vistas grossas e até defendem tal postura. Mas, nada como um bom trono branco para que eles expliquem a Cristo o motivo de suas ações.

Tomara que eu esteja errado, mas, o que tem funcionado na convenção é a justiça de fora, onde juízes não evangélicos tem feito valer os direitos de convencionais na base da liminar, mostrando a que pé anda a justiça interna dos crentes pastores.

Tenho informações que pastor Samuel Câmara não pretende vir candidato novamente, mas, em particular, duvido muito, essas coisas parecem estar no sangue, e depois de tantos investimentos e trabalho, creio que Samuel será novamente o principal oponente dos Bezerras.

Em tempo, ainda estou aguardando o pronunciamento do pr. Ivan Bastos, que anda pra lá de calado. Já tive informações que o mesmo, não tem acesso a todos os documentos da tesouraria da CGADB , ora, como é que o tesoureiro da Convenção não tem acesso a todos os relatórios? Acho isso muito estranho. Seria passivo de ação judicial.  Por outro lado, se ele tem acesso e está calado, ou é, por que “todas as acusações que pesavam sobre a Instituição são mentirosas, ou pastor Bastos entrou pra o grupo.

Nesse caso, o tempo, talvez nos diga.

Robson Aguiar

Anúncios

2 respostas em “REFORMA DO PROCESSO ELEITORAL?

  1. Paz de Cristo! A CGADB é igual uma prefeitura: muitos contribuem (pagando seus boletos) e meia dúzia de pessoas desfrutam do montante $$$$. Essa convenção está cada dia mais parecida com o PT, ou seja, quem tentar concorrer as eleições vira inimigo, por isso que o sistema administrativo assembleiano é atrasado e falido. Mas os cristãos perderam o senso crítico á muito tempo, por isso eles fazem e desfazem do jeito que querem. Os que não concordam com esse coronelismo deviam se desfiliar de uma vez só, aí eu queria ver se esses líderes não acordavam!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s