As Aberrações Caiofabianas no Programa The Noite (Parte I)


“Eu pequei. Sou um anjo caído”.
Caio Fábio (Revista Veja 17-11-1999)

O pastor Caio Fábio já foi um ícone entre os evangélicos, nos anos 90, suas prédicas eram atraentes e edificantes até para os não cristãos, se tornou admirável por Chico Anísio, Paulo Coelho, Leonardo Boff, Garotinho e outras personalidades, escrevia livros a toque de caixa, tal era a aceitação de seus textos.

Na época, 90% das vendas de seus livros era direcionado para as suas instituições.

O auge da fama veio com a TV Vinde e a Fábrica da Esperança, que tinha até a Brahma como parceira.

pastor-caio-fabio-daraujo-size-220

Tudo começou a dar errado na vida dele quando passou a se envolver com política, em particular no escândalo do Dossiê das Ilhas Cayman, que lhe custou um processo por calúnia contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e como um abismo chama outro, também foi excluído do rol de pastores da Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro por ter tido um caso extraconjugal.

Foi para os Estados Unidos, após esses episódios, passou um tempo por lá, e depois retornou ao Brasil.
Especuladores afirmam que teria recebido convite para trabalhar com o Rev. Paulo Garcia, pastor episcopal de Pernambuco, mas, que teria declinado do convite, também voltou a pregar na Catedral Presbiteriana do Rio, não se sabe em que contexto.

O fato, é que o Rev. Caio Fábio nunca mais foi o mesmo após sua queda. A rejeição do público fez com que ele mudasse as vestes e o discurso, passou a fazer acusações contra vários pastores e trouxe uma estranha teologia, onde todos estão errados, os pastores as igrejas e os teólogos.

Resumisse a sua estratégia para voltar à mídia, na polêmica.

Fundou o chamado “caminho da graça” que diz, não ser uma denominação, e sim, um ajuntamento de pessoas que confessam Cristo. Na verdade, ele tenta desconstruir a igreja com esse novo conceito, simplesmente pelo ressentimento que hoje sente pelo seu insucesso e fracasso espiritual.

Tudo que lhe restou foi um canal de internet, a sua webtv é o instrumento que utiliza para espalhar sua insensatez e destemperança unida a uma teologia politicamente correta.

Nesse cenário tenebroso, aparece Danilo Gentili, um “cristão” literalmente cômico, que tem um programa de humor e que viu no Caio uma oportunidade de fazer o povo rir com a entrevista de um teólogo casuísta e delirante.

Realmente, eu dei boas risadas com as anedotas contadas pelo Fábio.

Fonte: http://veja.abril.com.br/171199/p_168.html

Robson Aguiar

Continua…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s