Deus Seja Louvado


Num País laico, diz certa autoridade, não é correto que se tenha escrito em nosso dinheiro palavras que priorizam uma religião ou crença.
Durante a fase de investigação do processo, o Banco Central explicou à procuradoria que a frase religiosa se ampara na Constituição de 1988, em cujo preâmbulo se afirma que esta foi promulgada “sob a proteção de Deus”.
No entanto, o lema foi impresso pela primeira vez na divisa antes dessa data, em 1986, nos bilhetes de cruzado, por decisão do então presidente, José Sarney.
Posteriormente, em 1994, com o Plano Real, a frase foi mantida pelo ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, supostamente por ser “tradição da cédula brasileira”, apesar de ter sido inserida há apenas oito anos.
Na moção, o procurador da PRDC, Jefferson Aparecido Dias, afirmou que nenhuma lei autoriza a inclusão de expressões religiosas no dinheiro. Além disso, reiterou que o objetivo da ação é resguardar o direito de liberdade religiosa de todos os cidadãos.

“Imaginemos a cédula de real com as seguintes expressões: ”Alá seja louvado”, ”Buda seja louvado”, ”Salve Oxossi”, ”Salve Lord Ganesha”, ”Deus Não existe”. Com certeza haveria agitação na sociedade brasileira em razão do constrangimento sofrido pelos cidadãos crentes em Deus”, diz um trecho da ação da PRDC. EFE.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/noticias/0,,OI6295574-EI188,00-Procuradoria+quer+excluir+expressao+Deus+seja+louvado+das+cedulas+de+real.html

Ora, a primeira impressão que tenho é que o Procurador não tem muito que fazer, e por isso busca notoriedade através dessa manifestação. Agora, esvaziar a nossa nação dos símbolos religiosos parece ser uma tarefa difícil, pois partindo da premissa da laicidade pregada por tal Procurador, deduzimos que não deve ficar só no “Deus Seja Louvado”, da cédula, mas sim, nos nomes de ruas, cidades e estados, em muitos produtos que levam nomes de santos cristãos e de outras religiões, em diversas esculturas espalhadas pelo Brasil, e que estão dentro de órgãos públicos, a exemplo dos obeliscos de Brennan que adornam muitos prédios públicos de Recife e de outros municípios, e que tem caráter religioso, pois é adorado na índia como o deus da fertilidade, para que não seja caracterizado quebra da laicidade. Aliás, até as cerimônias oficiais realizadas por juízes também devem ser esvaziadas de pronunciamentos religiosos. Não quero entrar aqui em polêmica, mas, se o alvo dessa pessoa que está por trás disso, são os programas evangélicos veiculados em televisão e rádio, além de outras formas de evangelização, fique ele sabendo que as novelas e os filmes teriam que serem revisados e reeditados antes de irem ao ar, para que não externassem nada a respeito de fé e religião. Tarefa bem difícil, como se pode ver.
Então, seria interessante o Exmo. Sr. Procurador Jefferson repensar sua postura em relação ao “Deus Seja Louvado” do nosso dinheiro.

Anúncios

Uma resposta em “Deus Seja Louvado

  1. Compartilhando com o amigo, Pastor Robson, ainda reforço em algos eventos esportivos com as nossas seleções de futebol, basquete , voleibol, etc… televisionados, um ação comum de jogadores de formarem um circulo e promover uma oração.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s